BlogBlogs.Com.Br

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Verdade ou mentira?



Recentemente estive pensando: a franqueza é uma qualidade ou um defeito?

Já não é de agora, mas sim há tempos que percebo que na maior parte do tempo as pessoas enxergam como defeito.

Eis meu questionamento: por quê?

Sou uma pessoa de personalidade forte, difícil, mas sou humilde ao ponto de reconhecer erros e defeitos, e corajosa ao ponto de mudar meu comportamento, pensamento, postura e até ponto de vista para melhorar qualquer um dos dois casos.

Houve uma época de minha vida em que eu não ponderava palavras antes de proferi-las, e isso machucava as pessoas. Em muitos casos, eu poderia ter dito ou agido de outra forma, mas eu não tinha maturidade para enxergar isso.

Hoje eu já aprendi esta parte da lição, mas continuo me apegando a alguns de meus princípios, e um deles é dizer a verdade doa a quem doer.

E por quê? Porque eu sou assim, eu prefiro saber a verdade dolorida e sofrer para superá-la, do que viver uma mentira para um dia descobrir o quanto e como fui enganada.

Claro que eu já vivi situações assim, como todo mundo (eu suponho), e de que outra forma eu saberia escolher entre um e outro?



Mas, parece que as pessoas lá fora não têm coragem, ou estômago para escutarem a verdade nem mesmo sobre elas mesmas. Não têm a humildade necessária para simplesmente encarar os defeitos e erros cara a cara, olha-los nos olhos e dizer: tá legal, eu sou assim, mas não preciso ser assim para sempre, eu posso e vou ser melhor ou diferente.

Daí surgem os conflitos: uma pessoa franca como é o meu caso, surge na vida de outra pessoa que gosta de se esconder da verdade, e expõe fatos e argumentos. Pronto, acabou-se a amizade.

Sinceramente, a sinceridade é realmente uma coisa boa? Ou será que a mentira é que mantém as pessoas unidas?

Posso estar errada, e virei a descobrir isso daqui algum tempo, mas hoje acredito que não faço questão de ter ao meu redor pessoas que não conseguem encarar a verdade, afinal o mundo é muito mais cruel do que a verdade... Então o que será de nós se não soubermos lidar com ela?

7 Originalidades compartilhadas por aqui:

Na. disse...

As pessoas não estão acostumadas à verdade, e há algumas verdades que são doídas! Não acho que a mentira deva prevalescer, mas há casos em que ela é necessária, não para prejudicar alguém, mas para "manter a social"...
Muito boa essa sua reflexão!
Xerus
=***

Elaine disse...

Raquel,
Minha irmã costuma dizer que ninguém quer a verdade. As pessoas querem ser paparicadas e aduladas.
Ela está certa. Mas eu tento sempre dizer a verdade. Delicada e gentilmente.
Beijos, querida.

Ivana disse...

Ah, RAquel, eu já me fiz muito esta pergunta... E sinceramente, acho que a maioria prefere a mentira: que vc sorria, mesmo que não tenha vontade; que elogia, mesmo que não esteja sendo sincero; que se cale ao invés de opinar de maneira contrária. Quem é assim parece que é mais aceito. No entanto, eu não quero pagar o preço de sapos engolidos sem medida nenhuma.
Beijos!

Talita disse...

A verdade é sempre muito bem-vinda quando solicitada. O que não pode acontecer é sair ferindo os outros sem necessidade. O melhor é ocultar um pouco tanta sinceridade. =)

Luciana Klopper disse...

Infelizmente as pessoas preferem a mentira, as verdades quando ditas, as vezes é compreendida como criticas destrutiva...precisamos tb policiar nossas verdades.!

Raquel Cecília disse...

Ai meninas, que bom saber que existem outras pessoas que passam por isso!

Algumas têm mais tato com a verdade, outras são como eu já dizem o que têm para dizer e pronto... Eu gostaria de saber ser mais delicada e gentil, mas ainda não atingi este ponto do meu aprimoramento pessoal. Mas se Deus quiser um dia eu chego lá. =^^=

Bjinhus

Reyel disse...

Sei bem como é, e sei tbm como é abalar ou perder a amizade por isso.

No entanto há verdades que não precisam ser ditas, pois só magoariam e nem p nós mesmos seria vantajoso. Nesse caso o silêncio seria melhor. Ficar apontando de graça os defeitos sem necessidade, pra quê?

Mas quando isso já está a prejudicar pessoas e a nós mesmos, aí sim há a necessidade de falar, porém com educação, como gostaríamos q falassem conosco.

Eu falo, falo mesmo. E tbm ouço. Contudo tento cuidar p não dar uma de sabe tudo, pois só Deus sabe o q se passa concretamente com o outro p julgar.

Adorei sua postagem!
Bjo na alma!