BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Me aguardem...

Hoje estou atrasadíssima com os deveres de casa, que não vou esconder: deteeeeestoooooo fazer!


Sempre fui de trabalhar fora, adoooroooo trabalhar fora, passar o dia todo resolvendo pepinos administrativos, elaborando apresentações e relatórios gerenciais, montando, organizando e coordenando eventos, e chegar ao final do dia (seja no mesmo ou 24 horas depois como já aconteceu) sentir a sensação de dever cumprido e cansaço!

Mas estando há 2 anos desempregada, sem conseguir uma chance sequer de provar a qualidade do meu trabalho, fico presa em casa e não tenho escolha a não ser me tornar uma dona de casa em tempo integral, exceto pelo tempo em que sou blogueira, irmã, tia, filha e Umbandista.

Por que estou atrasada com o serviço de casa? Eu te conto...

Semana passada surgiu a oportunidade de trabalhar fazendo um bico de evento aos sábados durante os próximos 3 meses, ganhando uma merrequinha por cada sábado mas para mim está ótimo já que não estou fazendo nada. Daí, como praticamente tudo o que consigo para tentar voltar a trabalhar, não deu certo.

Os equipamentos que eu manusearia no evento chegaram com 4 horas de atraso e o cliente cancelou, com toda razão, e eu fiquei lá em pleno centro de São Paulo, de frente para o maravilhoso prédio do Teatro Municipal (que está em reforma) de pé feito um dois de paus desde as 09h até as 13h, esperando para trabalhar e acabei voltando para casa.

Se vou receber o valor combinado? Só Deus sabe! No decorrer desta semana é que vou atrás da dona da empresa de eventos para saber se ela vai ou não me pagar, estou pedindo a Deus que pague, pois a minha obrigação de "funcionária" eu fiz: cheguei no horário marcado e fiquei lá até ela me mandar voltar para casa.

Enfim... Acho que está bem claro para mim neste momento, que além daquele pensamento que o ser humano tende a carregar de que "não acontece comigo só com os outros" também tem esse "isso só acontece comigo? nada dá certo para mim?" porque infelizmente não consigo deixar de pensar isso.

Mas... Infotúnios e azar a parte, tive uma idéia ontem a tarde que poderá agradar as mulheres que me dão o prazer de sua visita, e também homens que gostam de cozinhar! Mais tarde (depois do lerê) eu volto para contar o que vem por aí, e espero que agrade como espero!

Beijos, e fiquem com Deus!

5 Originalidades compartilhadas por aqui:

Luciana Klopper disse...

To curiosa pra saber

almaaprendiz disse...

Raquel, vc fala dos infortúnios da vida, mas não permanece nisso, entende? E isso é o que importa para fazer a vida andar e seguir seu curso. Bjos, querida!
Reyel.

Cibele disse...

estou ansiosa, kkkk
beijos

Daniel Savio disse...

Realmente, quero que você receba...

Fique com Deus, menina Raquel Cecília.
Um abraço.

Nade disse...

Flor, fique tranquila pois Deus sabe o que faz e tenho certeza que Ele te reserva muita coisa boa, pode acreditar.
Você é querida demais, com um lindo coração! Vai dar tudo certo! Às vezes, esses infortunios são necessários para que valorizemos as coisas boas quando nos são apresentadas... Penso dessa maneira para lidar com os meus problemas.
Quanto ao Vida Blogueira, foi esquecimento mesmo... Me desculpa! É que eu a Fabi combinamos tanto sobre o blog que esqueci mesmo. Fiz um destaque no meu blog pessoal, mas como promessa é dívida, farei um post lá. Só terei que ver com a Fabi quando poderá ser feito, ok!
Bjs e Salve Iemanjá!