BlogBlogs.Com.Br

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

E os trotes de sequestro relâmpago continuam



Ontem por volta das 21h30m meu pai liga para minha casa esbaforido: "filha, ai que bom que você atendeu!".

Meu coração vai a mil pensando: "Meu Deus! É o meu irmão! Aconteceu alguma coisa lá no hospital!" - pois é ele está internado de novo, já tem cerca de uma semana ou mais - e então ele me explica "acabaram de me passar um trote, e eu corri aqui na empresa para te ligar porque o número do seu telefone residencial ficou aqui".

Acreditam nisso?

Ele quase teve um troço, mas na hora em que recebeu a ligação se lembrou de todos os casos de trote e conseguiu segurar o nervoso e enrolar os bandidos na primeira ligação, que ele desligou e fingiu que tinha caído. Na segunda ele já se concentrou mais no que deveria fazer, e foi então que ele pensou em ligar para a minha casa.

Depois que ele me explicou o que havia acontecido, ele até me perguntou se eu não havia perdido meu celular ou se alguém tinha roubado ele, mas o meu telefone celular ficou comigo o dia todo na casa da minha mãe que fui visitar hoje.

Ele relatou o que aconteceu, e foi exatamente igual ao que eu vi as vítimas relatarem nos telejornais: eles colocam uma mulher chorando para falar no telefone, e em seguida um homem entra na linha falando gírias, fazendo ameaças e perguntas para conseguir informações sobre o local onde a vítima do trote mora, se ela está sozinha em casa, etc.

Como a mulher que fala ao telefone na verdade só chora, não há como a pessoa do outro lado da linha ter certeza se é ou não uma pessoa da família, e tudo acontece muito rápido! Graças a Deus meu pai tem um coração forte (apesar da bebida e do cigarro) e conseguiu pensar rápido, pois já houve um caso em que uma senhora idosa atendeu uma dessas ligações e morreu do coração.

Então eu cheguei a perguntar pro meu pai se não tinha que registrar um B.O. na Polícia, se não tinha nada que se pudesse fazer, e ele disse que já recebeu um trote parecido há cerca de mais de um ano atrás, onde o elemento dizia ser do PCC e pedia dinheiro fazendo ameaças dizendo que sabia onde meu pai morava e que iria atrás da família dele. Bom, neste caso ele procurou a delegacia que ficava a 5 min. do escritório onde ele trabalhava e relatou o ocorrido, ao que a instrução da polícia foi: ignore as ligações, não atenda se tiver identificador de chamada, e se não tiver desligue na cara; são apenas presidiários infernizando a vida dos outros de dentro da cadeia.

Fala sério? Já não é o bastasse esse bando de inúteis aprontarem enquanto estavam em liberdade, e lá dentro eles continuam pintando e bordando porque nosso sistema carcerário é precário? E enquanto eles estão lá dentro recebendo aparelhos celulares para continuar "administrando seus negócios" aqui fora, somos nós que sofremos sem nenhum tipo de proteção ou providência!

O que nos resta é ficar alertas e nunca se deixar levar por aquele velho pensamento de "nunca acontece comigo, só com os outros" porque isso não existe.

A qualquer ligação suspeita, sempre entre em contato com as pessoas de sua casa, famíliares, etc para ter certeza de que não é um trote antes de entrar na onda dos bandidos.

E vou passar para vocês uma dica da Polícia Militar para nossa segurança, que eu já adotei há alguns anos: nunca registre na agenda do seu celular os telefones das pessoas com os títulos que elas têm em sua vida, exemplo: mãe, pai, casa, amorzinho, tio, tia, vó, etc. Porque se você for assaltado/a ou mesmo perder o aparelho, é muito fácil para a bandidagem saber para onde ligar e transformar a vida das pessoas que você ama em um inferno! Sempre grave o nome da pessoa, sem fazer nenhum tipo de conexão pessoal, assim fica difícil de eles saberem para quem ligar.

Enfim... É Deus por nós, e cada um por sí.

Boa sorte para todos nós!

6 Originalidades compartilhadas por aqui:

Luciana Klopper disse...

Amiga, minha tia já caiu nessa tambem e usaram como se tivesse sido minha irmã, ms na verdade minha tia percebeu depois, que na hora do desespero ela mesma dava as informações que depois foram usadas pra amedronta la!

Lidiane Vasconcelos disse...

Raquel, minha mãe já recebeu esse tipo infernal de ligação, e quase teve um trosso até descobrir que estava tudo bem com meu irmão. Aff!!! Estamos mesmo todos a mercê de bandidos...

Tyna disse...

Olá Raquel linda!

Primeiro quero desejar melhoras para seu irmão, e o que ele tem?
E nossa, essa situação é horrível mesmo, graças a Deus mesmo seu pai ser forte. Acho o cúmulo para que lado as criatividades vem sendo usada!
Menina, compreendo seu ritmo,e não se preocupe com sua ausência, tbm tenho sofrido com isso, então sempre que puder voltar, será benvinda!
Beijos, viu? E bom fim de semana

Daniel Savio disse...

Menina, outra coisa que adoto no meu celular, só deixo os números que uso com frequência (que são dificieis de lembrar)...

Fique com Deus, menina Raquel Cecilia.
Um abraço.

alecsandra disse...

oI, ACABEI DE PASSAR POR ISSO, EU PENSEI QUE NUNCA PASSARIA, NÓS AQUI DE CASA TEMOS SENHA, PRA CASO ISSO ACONTEÇA, A GENTE SE PREVENIR, MAS HJ EU NEM LEMBREI DE PERGUNTAR A SENHA PRO BANDIDO QUE DISSE QUE ESTAVA COM A MINHA FILHA, A VOZ DA MOÇA PARECIA TANTO COM A DELA, QUE EU ACREDITEI E FIQUEI DESESPERADA, MAS MESMO NERVOSO O MEU MARIDO E EU FOMOS AO SHOW QUE ELA FOI ASSISTIR E ENTRAMOS LÁ E EU PEDI QUE ANUNCIASSEM E ENCONTREI A MINHA FILHA E NÃO HAVIA ACONTECIDO NADA COM ELA.

Zé disse...

Olá.
Acabou de acontecer isso com minha mãe também, dizendo que estavam com minha irmã.
A Policia disse que foi a mesma coisa, que fizeram de dentro de cadeia e talz, mas me veio uma duvida: Se foi de dentro de cadeia, como havia uma mulher chorando junto. Não se pode ter mulheres com homens na msm cadeia. Então isso certamente não foi de dentro de uma cadeia não. A policia fala isso só para tirar o corpo fora e não ter que correr atrás porque é dificil achar um criminoso desses.