BlogBlogs.Com.Br

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dia Nacional da Consciência Negra



Hoje dia 20 de novembro é o dia nacional da consciência negra, mesma data que marca a morte de Zumbi dos Palmares, figura de referência na história da escravatura dos negros no Brasil devido a crioação dos quilombos onde os escravos se refugiavam ao fugir das senzalas.

Nesta data vários eventos de orgulho racial são promovidos ao redor do país, num movimento contra o racismo e preconceito social.

A cultura e influência dos negros são presentes em nossas vidas, no sangue da maioria dos brasileiros assim como eu, vivos em nossos hábitos e costumes.

Por outro lado, penso: afinal de contas o que os nossos ancestrais brancos fizeram além de destruir famílias, natureza, e vidas? Por que é mesmo que eu devo me orgulhar deles? Porque eles decidiram em algum ponto da civilização que eram os donos da verdade?
Por que é que seguidores do Candomblé e da Umbanda têm que se esconder com medo da reação das pessoas, por sermos julgados pelo sacrifício de animais (os mesmos que fazem parte das refeições) em nossa fé, enquanto a igreja católica queimou seres humanos vivos, apreciando sua dor e regojizando-se de sua tortura? Não quero ofender os católicos, só estou mencionando os fatos históricos.


Sou descendente de negros, sou da religião afro-brasileira, e o mais importante: eu admiro e respeito a luta dos meus ancestrais pela liberdade, honra e dignidade.


EU DIGO NÃO AO PRECONCEITO.


Bahia, ô África,
Venha nos ajudar!

Força baiana,
Força africana,
Força Divina,
Vem cá, vem cá!


 

Saravá os Pretos Velhos! Adorei as almas!

Axé!

6 Originalidades compartilhadas por aqui:

Valéria Russo disse...

RAQUEL...
AMEI SEU TEXTO.
DISSE TUDO!!!
ASSÉ QUERIDA.
BJKAS EM SEU CORAÇÃO.
UIVOS DE CARINHO E AMIZADE.
LOBA.

Raquel Machado disse...

Oie vim fazer um convite especial para um novo especial de natal para participar basta responder as 3 perguntinhas abaixo e me enviar por e-mail(rockpunkell@yahoo.com.br) até dia 18-12.
1 - A maior conquista que você realizou este ano.
2 - O maior desejo que pretende realizar no ano que vem.
3 - E uma mensagem de natal contendo no máximo 10 linhas e/ou presente que vocês queiram oferecer devidamente hospedado com tamanho de 200x200.
E tem selo de participação para este especial lá no kriativa.Bj

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi, Raquel!
...hummm... discussão religiosa é complicado. Eu me abstenho porque dogma é um negócio que, na minha opinião, não se discute...

Agora, fatos históricos, não há o que contestar, né? Eu fico satisfeita que haja uma data cuja ideia é trazer á tona, e á reflexão, as conquistas dos nossos ancestrais vindos da África. Só lamento que para a imensa maioria seja somente mais um feriado para ir á praia. Só.

Sonho com o dia em que essa data se transforme num dia para brindar todas as raças e culturas que compuseram a cultura brasileira, como numa colcha de retalhos, e que os resquícios de tanta opressão e desiguldade pelas quais os afrodescendentes passaram e ainda passam, sejam notícias de uma passado bem distante...

Ei! Vi as embalagens de leite moça retrô no mercado. Achei cute! ;)

Beijos, bonita!!!

Na. disse...

Pense numa coisa que me deixa enjuriada é preconceito religioso. Eu creci sob preceitos católicos, mas hj não frequento igreja alguma, acho que muitas se preocupam muito pouco com o que deveria ser primordial... Fé é uma coisa muito pessoal, e importante! É diferente da minha? QUe importa? Eu não preciso aceitá-la, mas respeitá-la é indispensável!

Os brasileiros como um todo devem comemorar esse dia, não há como fugir da enorme importância dos negros para o crescimento do país... muito menos achar que alguém não tenha uma ascendência negra!

Xerus
=***

Daniel Savio disse...

Concordo contigo, mas só uma observação: naqueles tempos negros, a Igreja Católica acabou sendo um dos poderes daqueles tempos, por isso, pessoas aproveitaram o que ele era para o seu beneficio próprio...

Fique com Deus, menina Raquel Cecília.
Um abraço.

Luciana Klopper disse...

Nem sei como te agradecer pela amizade