BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Desafio ou verdade?



 Ou melhor: desafio e verdade!

Recebi este desafio da Rosi, uma blogueira muito simpática e interada, que promove entrevistas muito interessantes, fala de assuntos variados e sempre com sua perspectiva bem marcada. Ela se casa no próximo dia 01/12 e está na tradicional correria dos preparativos, mas ainda assim encontra tempo para se lembrar dos amigos blogueiros e compartilhar sua jornada de noiva!

O desafio não acompanha nenhum selo, e não informa para quantas pessoas  devemos repassar, então segui o exemplo da Rosi e indiquei para duas pessoas no final do post.

E preparem-se: este desafio pode acabar sendo revelador! Vamos lá...

Mania: de lavar as mãos.

Pecado Capital: gula e muitas vezes também a ira.

Melhor aroma do mundo: Podem ser dois? Café fresquinho de manhã, e cheirinho de mato!

Se dinheiro não fosse problema: Poderia ajudar muito mais pessoas.

História da infância: Putz... Vou tentar resumir. Nasci com 9 meses meio de gestação, mamei até os 3 anos, deixei de acreditar em papai noel com 4. Já era apaixonada por gatos, adorava dançar lambada, gostava de brincar de faz de conta e desenhar.  Meus pais se separaram quando eu tinha 6 anos, meu padrasto me criou junto com minha mãe desde então num regime japonês tradicional severo: deveres, estudos e se der tempo alguma diversão. Tinha amigos imaginários e tive uma amiga chamada Talita, que por circunstâncias da vida perdi no meio do caminho. Não tive muitos brinquedos, usava os restos da minha irmã mais velha que não eram poucos, sorte a minha. Ficava feliz demais em ver meu padrinho nas datas festivas, que era quem me dava algum presente e ovos de páscoa. Fui banguela e careca até os 8 anos de idade. Menstruei com 9 anos, e cresceram meus seios (o bumbum sempre foi grande). A partir dali fui bulinada inúmeras vezes nos ônibus, metrôs e até na rua. Fui abusada sexualmente (não foi um estranho), ninguém fez nada, perdoei mas não esqueci. Cresci, aprendi a me defender, sobrevivi.

Habilidades na cozinha: Tá brincando? Sou cozinheira de mão cheia, tanto para comida como para doces! Só não sei quanto aos salgados, porque nunca me arrisquei além de tortas, e para falar a verdade não tenho vontade.

O que não gosta de fazer nas tarefas de casa: Guardar as louças... Acho um saco!

Frase preferida: Cada um com o seu cada um, deixa o cada um dos outros. (Graaaaaande Zeca Pagodinho!)

O que faz bem para o corpo: Como disse a amiga Rosi: água! E além de água, uma boa noite de sono e cafuné!

O que faz bem para a alma: Fé.

O que me enjoa: Cuidar da casa exclusivamente, como tem sido meu caso por causa do desemprego.

Frases ou palavras que uso muito: Até parece... To nem aí... F***-se!

Talento oculto: O canto! Eu gostaria que fosse menos oculto, mas não deu certo com as bandas que eu tentei.

Não importa o que está de moda, eu nunca usaria: Saia balonê.

Queria nascer sabendo: Falar diversas línguas.

Eu indico para algumas carinhas novas por aqui: Vivian e Reyel.

3 Originalidades compartilhadas por aqui:

Reyel disse...

Querida, de arrepiar sua história de infância. Aceito o desafiu, vou postar assim q der.

Bjinho na alma!

Raquel Cecília disse...

Obrigada Reyel! Fico contente que tenha passado por aqui! =^^=

Bjinhu

Rosi disse...

Muito legais suas respostas. Esses desafios nos faz compartilhar coisas sobre nós, acho ótimo.
Bjs