BlogBlogs.Com.Br

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

O PERIGO OCULTO



Curtir um motelzinho com nosso amor é maravilhoso!

Passar a noite acordado, ou dormindo agarradinhos, e tomar aquele café da manhã na cama tranquilamente... Quem não gosta?

Pois é, mas muitas vezes nos esquecemos de coisas muito importantes e delicadas referente a estes locais.

A verdade é que os motéis podem esconder diversos riscos a nossa saúde, pois, existem alguns vírus e bactérias que sobrevivem dias no ambiente, principalmente aqueles que transmitem as DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis). O vírus do HPV (câncer no cólon), por exemplo, pode sobreviver por até sete dias em uma superfície.

E é aí que entra a necessidade dos cuidados com a higiene adequada, para diminuir as chances de contaminação. Ou seja, as toalhas devem ser esterilizadas e todo o quarto deve ser desinfetado, como banheiras, sauna e cadeiras.

Como identificar a qualidade da higiene dos quartos do motel escolhido? Vejamos o que o Doutor A. C. Camargo recomendou, em matéria publicada pelo "Yahoo Minha Vida":



Raio-X do quarto
De acordo com o médico do A.C. Camargo, a primeira atitude é prestar atenção nos pequenos detalhes do lugar que você frequenta. "Fazem parte das medidas de segurança procurar estabelecimentos que apresentem o mínimo exigido de condições higiênicas, observar a aparência da fachada externa (que pode dizer muito sobre o ambiente interno), além de desconfiar de preços muito baixos", explica Levon. Outros sinais podem estar invisíveis aos olhos, por isso que os cuidados devem ser redobrados. "Devemos analisar todos os objetos que entrem em contato com a mucosa e principalmente com os órgãos genitais. Principalmente, aqueles que sejam de difícil esterilização, como banheiras e bancos, já que muitos vírus e bactérias causadores de doenças são bastante resistentes", diz o mastologista. "Alguns micro-organismos sobrevivem em superfícies inertes e secas por um longo período de tempo, como o gonococo (causador da gonorreia), que permanece ativo de 1 a 3 dias e o HPV, até 7 dias" .

Há quem prefira levar para o motel um pouco de álcool para desinfetar o local como forma de se precaver. Mas será que essa é a solução mais indicada? "O álcool em gel a 70% é ótimo para eliminar qualquer vestígio de vírus. Mas, vale lembrar que essa é obrigação dos estabelecimentos, e se a pessoa faz isso é por que não confia no padrão de limpeza do motel", explica o mastologista.

Então, vamos ficar de olho nestes locais:

Os campeões de contaminação
Banheira: marcas de ferrugem ou de manchas são sinais de má higiene. A melhor opção é não usar e desistir do estabelecimento.

Assento sanitário: existem motéis que apresentam um lacre de higienização; esses são os mais confiáveis. Mesmo assim, observe se houve a limpeza, caso contrário, avise a recepção e procure outro lugar.

Toalhas:
as toalhas devem ser brancas e não podem apresentar nenhum indício de manchas. Prefira os estabelecimentos que usem o processo de esterilização e mande as toalhas ensacadas individualmente.

Lençol: mesmo uma manchinha pequena indica que a limpeza não foi realizada da maneira correta. Se a sujeira ainda está lá, os vírus também podem estar.

Piscina: antes de mergulhar, preste atenção na cor e no cheiro da água. Qualquer fator incomum precisa ser levado em consideração.

Cadeiras: os bancos e cadeiras precisam estar limpos e secos, e mesmo se tudo estiver em ordem prefira colocar a toalha antes de sentar-se.

Pois é, deixar de curtir um cantinho só para os dois não dá né?

O negócio é escolher bem, e exigir todos os recursos de higiene que temos direito... E depois é ser feliz!!!

3 Originalidades compartilhadas por aqui:

Valéria Russo disse...

Rachel..
de muita útilidade sua postagem, realmente as vezes não damos muita importancia a eses detalhes que são tão fundamentais.
valeu a dica...
as meninas agradecem..
uivos de carinho.
bjkas da loba.

Olhos e pensamentos disse...

RAChel, já tenho um pouco de nojo, mas agora!!!

Raquel Cecília disse...

Ah Lu, se a gente parar para pensar deste ângulo, não saimos de casa né? hehehe

Eu sempre tive esta cisma, eu sou meio "paranóica" com higiene pessoal, então o que eu faço para usar a banheira: encho ela com água fervendo (quando duas torneiras: uma de fria e outra de quente, ligo só a quente) e ligo o motor da hidro que é para água quente também desinfetar o que estiver lá dentro dos tubos.

E deixo ela esfriar até que eu consiga colocar a mão para esvaziar. A água fervente mata germes e bactérias, e para garantir que não tenha ficado nenhum fio de cabelo para trás (tenho pavor do cabelo alheio, herdei da minha mãe), ainda enxáguo uma última vez com água quente, mas suportável.

Até hoje, graças a Deus não peguei nenhuma doença. =^^=

Como eu adoro passear com o namorido de vez em quando, o negócio é dar o jeitinho brasileiro para não sacrificar a diversão! rsrs

Bjinhu